Surfing Portugal – Ericeira, Peniche, Nazaré

Dia 24 de outubro retornei de Paris à Lisboa. Cheguei no aeroporto da capital portuguesa por volta das 9 da manhã e logo fui retirar o carro que eu tinha reservado na Budget para alugar pelos próximos 15 dias.

Quando eu ainda estava a fazer a vistoria do veículo, começou a “cair o mundo” em Lisboa. Chuvarada e ventos impressionantes. Uma forte tormenta havia chegado à Europa. Saí do aeroporto dirigindo e enxergando pouco mais do que um palmo à frente. Sintonizei uma rádio portuguesa, e eles dando alertas de fortes tempestades em toda Europa e de fortes ondas na costa. Sinal de que o surf estaria MODE ON!

Fui primeiramente até a Baixa, no Living Lounge Hostel, para resgatar o meu pack de pranchas que eu havia deixado lá em um storage room enquanto viajava à Paris, e então segui para Cascais, pois queria visitar a “Boca do Inferno” e tentar surfar a praia do Guincho.

Cheguei na Boca do Inferno e o mar estava tão agitado que o caminho até o mirante estava fechado. Segui então até a Praia do Guincho, também em Cascais, que fica a cerca de 9 km do centrinho da cidade.

Charanga que me acompanhou por 15 dias na Europa
Charanga que me acompanhou por 15 dias na Europa
Boca do Inferno
Boca do Inferno – Cascais
Boca do Inferno - Cascais
Boca do Inferno – Cascais

A Praia do Guincho é a primeira praia ao norte de Lisboa que é totalmente voltada para a costa ocidental atlântica. É uma praia larga, considerada uma das “Mecas” do Windsurf mundial, em particular no verão europeu. É um beach break que recebe todas as direções de swell, proporcionando ondas potentes e muitas vezes contado com fortes correntes. Não é recomendada para iniciantes. É uma linda praia, não é um local “urbanizado” e, para o surfe, funciona melhor, normalmente, no período da manhã, quando geralmente há pouco vento. Dá onda em todas as marés. Usualmente, após o meio-dia, entra o vento, e aí, é a vez dos kites e windsurfers.

Esta praia ficou famosa num dos filmes de James Bond “Ao Serviço de Sua Majestade“, onde James Bond salva a Condessa Teresa de Vicenzo de uma tentativa de suicídio. A praia ainda está como em 1969.

Localização da Praia do Guincho
Localização da Praia do Guincho

No canto sul da praia existe uma pequena baía, conhecida como “Little Guincho”, que também costuma ter boas bancadas. Neste dia, o mar estava super storm, devido à forte tempestade e não havia ninguém se arriscando na água. Decidi seguir viagem até Ericeira, onde eu iria me hospedar pelos próximos dias e fazer de “base” para ir surfar os demais picos da região.

Praia do Guincho
Praia do Guincho
Praia do Guincho
Praia do Guincho
Praia do Guincho
Praia do Guincho
Little Guincho
Little Guincho

No caminho a Ericeira, visitei o “Cabo da Roca”, que é o ponto mais ocidental do continente europeu. Neste local, tem-se um bonito visual do oceano Atlântico e da costa portuguesa. Há um farol, além de alguns restaurantes e lojas de suvenirs.

Cabo da Roca
Cabo da Roca
Cabo da Roca
Cabo da Roca
Cabo da Roca
Cabo da Roca – “Aqui, onde a terra se acaba e o mar começa” – Camões
Cabo da Roca
Cabo da Roca
Cabo da Roca
Cabo da Roca
Cabo da Roca
Cabo da Roca

Cheguei à Ericeira no meio da tarde e me instalei no Hotel Camarão, localizado bem no centrinho do povoado, próximo ao Mercado Municipal. Já tinha feito uma reserva lá desde o Brasil e foi uma grande “dentro” que eu dei, pois o lugar era ótimo, tinha um baita café-da-manhã e o staff era gentil e atencioso.

Após “sentar acampamento”, desembalei minhas pranchas, coloquei as quilhas em uma delas e fui conhecer as praias do local. Ericeira recebeu em 2011 o título de World Surfing Reserve, sendo o primeiro local da Europa a receber tal distinção. A cidade, ao longo de 11 km de costa, é um dos raros locais do mundo que oferece mais de 20 spots de surfe de grande qualidade com diferentes características, onde é possível praticar o surfe durante todo o ano.

Chegando à Ericeira - Foz do Lizandro
Chegando à Ericeira – Foz do Lizandro
Chegando em Ericeira
Chegando em Ericeira
Ericeira - São Sebastião
Ericeira – São Sebastião
Ericeira - São Sebastião
Ericeira – São Sebastião
Ericeira - Ribeira D'Ilhas
Ericeira – Ribeira D’Ilhas
Ericeira - Coxos
Ericeira – Coxos
Ericeira - Coxos
Ericeira – Coxos
Ericeira - Coxos
Ericeira – Coxos

Clicando nas imagens abaixo pode-se visualizar os mapas turísticos de Ericeira e características de algumas das principais ondas da região.

Mapa Turístico da Região de Ericeira - Descreve as características de algumas das principais ondas da região
Mapa Turístico da Região de Ericeira – Descreve as características de algumas das principais ondas da região
Mapa Turístico de Ericeira
Mapa Turístico de Ericeira
Mapa Turístico de Ericeira - Reserva Mundial de Surfe no detalhe
Mapa Turístico de Ericeira – Reserva Mundial de Surfe no detalhe

Dei um role de carro em quase todas as praias da cidade e decidi dar o banho no shore da Praia da Baleia (ou Praia do Sul), que, devido à forte ondulação, era a que apresentava a melhor condição naquele momento. Consegui surfar cerca de uma hora até anoitecer.

Ericeira - Praia do Sul
Ericeira – Praia do Sul

À noite, passeei e jantei no centrinho de Ericeira. Que cidadezinha linda e agradável! Ericeira é uma antiga vila de pescadores, com um centrinho de ruas de paralelepípedo e casinhas pintadas de branco e azul.

A cidade beneficia-se da sua proximidade à cidade de Lisboa e também da construção da auto-estrada A21, sendo o local ideal, para milhares de pessoas que moram na capital e arredores da mesma, passarem o fim-de-semana, aproveitando a ótima gastronomia local e a tranquilidade da pitoresca vila e fugir das sempre cheias praias da Costa da Caparica e da Linha de Cascais.

Possui um comércio de lojinhas simpáticas e várias pastelarias e restaurantes. Um excelente lugar para apreciar a culinária portuguesa. Jantei nesta noite uma saborosa Sopa de Pescado e um Bacalhau as Natas na Tasquinha do Joy e dormi feito uma criança.

Sopa de Pescado
Sopa de Pescado
Bacalhau às Natas
Bacalhau às Natas

No dia seguinte, os sites de surfe já noticiavam alertas de grandes ondas na Europa com o swell atingindo o ápice entre os dias 27 e 28 de outubro.

European Storm Call
European Storm Call

Tomei o café-da-manhã espetacular do Hotel Camarão e logo fui dar uma conferida em como estavam as condições de surfe nas praias. Ericeira toda estava bombando, passada! O mar estava cabuloso. Acabei dando um banho na Praia dos Pescadores, que era a única que havia menos de meia-dúzia de surfistas na água. A Praia dos Pescadores é a baia mais protegida da região, de onde saem os barcos de pesca e onde dificilmente rola onda. Porém, neste dia, era o único local “surfável” da região, e mesmo assim estava sinistro. Foi, sem dúvida, um dos maiores mares que já peguei, daqueles em que tu pega duas ondas e já valeu a sessão. Tomei umas bombas impressionantes, que fizeram valer o investimento no curso e nos treinamentos de apinéia.

Hotel Camarão
Hotel Camarão
Meu quarto no Hotel Camarão
Meu quarto no Hotel Camarão
Café-da-manhã sensacional do Hotel Camarão
Café-da-manhã sensacional do Hotel Camarão

Ericeira

Mercado Municipal de Ericeira
Mercado Municipal de Ericeira
Ericeira
Ericeira
Praia dos Pescadores
Praia dos Pescadores
Praia do Algodio
Praia do Algodio
Praia São Sebastião
Praia São Sebastião
Ribeira D'Ilhas - Direitassas !!
Ribeira D’Ilhas – Direitassas !!
Praia do Sul
Praia do Sul
Praia dos Pescadores
Praia dos Pescadores

Saí do mar morto e nem consegui dar outro banho naquele dia. Aproveitei o resto do dia para dar um role por Ericeira, no centrinho, nas surf-shops e nas mega-outlets da Billabong e QuikSilver que existem na cidade.

Igreja de Santa Marta - Ericeira
Igreja de Santa Marta – Ericeira
Ruas de Ericeira
Ruas de Ericeira
Ruas de Ericeira
Ruas de Ericeira
Ruas de Ericeira
Ruas de Ericeira
Ruas de Ericeira
Ruas de Ericeira
Centrinho de Ericeira
Centrinho de Ericeira
Centrinho de Ericeira
Centrinho de Ericeira
Centrinho de Ericeira
Centrinho de Ericeira
Ericeira - A Europa é o local perfeito para uma road-trip
Ericeira – A Europa é o local perfeito para uma road-trip
Ericeira - Monumento ao surf e Outlet da Billabong ao fundo
Ericeira – Monumento ao surf e Outlet da Billabong ao fundo
Ericeira
Ericeira
Ericeira - Outlet da QuikSilver
Ericeira – Outlet da QuikSilver

Fui dormir cedo para no dia seguinte ir conhecer Nazaré e Peniche.

Dia 26/10, madruguei para surfar em Ericeira antes de pegar a estrada. Dei um banho em São Sebastião, em seguida tomei o café no hotel e logo me mandei para Nazaré, que fica a 117 km ao norte de Ericeira.

Ericeira
Ericeira
Ericeira - São Sebastião
Ericeira – São Sebastião
Ericeira - São Sebastião
Ericeira – São Sebastião
Ericeira - Algodio
Ericeira – Algodio
Ericeira - Algodio
Ericeira – Algodio
Ericeira - Algodio
Ericeira – Algodio
Ericeira - Ribeira D'Ilhas
Ericeira – Ribeira D’Ilhas
Ericeira - Parking de Ribeira D'Ilhas
Ericeira – Parking de Ribeira D’Ilhas

Uma praia espetacular, o casario branco dos pescadores e enormes penhascos sobre um mar de um azul intenso fazem de Nazaré um grande destino turístico português, sobretudo devido às suas características tradicionais.

Ainda se podem ver pescadores vestidos com camisas de xadrez e calças pretas, e as suas mulheres com sete saiotes, a remendar as redes de pesca ou a secar o peixe sobre o areal, perto dos seus barquinhos coloridos.

Para aqueles que apreciam peixe e marisco, a Nazaré é quase um paraíso gastronômico: peixe fresquíssimo cozinhado de diferentes maneiras, desde a Caldeirada à Nazarena (com diferentes variedades de peixe) às sardinhas, cherne e robalo grelhados e aos deliciosos lavagantes, lagosta e santola.

Nazaré
Nazaré
Nazaré
Nazaré
Nazaré
Nazaré

A cidade, desde sempre acompanhada pela lenda do alcaide D. Fuas Roupinho, é uma localidade visitada por muitos peregrinos. Aqui, encontra-se a famosa Igreja da Nossa Senhora da Nazaré e, em seu redor, o Terreiro da Romaria.

Santuário de Nossa Senhora da Nazaré
Santuário de Nossa Senhora da Nazaré

Porém, Nazaré vem sendo mais conhecida ultimamente pela sua onda gigante, chamada de “Canhão de Nazaré”.

As ondas que quebram na Praia do Norte e ao encontro do Farol são realmente assustadoras. Foram, sem dúvida, as maiores ondas que eu já presenciei quebrarem. Para o meu nível de surfe era simplesmente impossível cair ali. Surfe naquele local, somente de tow-in, rebocado por Jet-skis.

Nazaré - Praia do Norte
Nazaré – Praia do Norte
Nazaré - Praia do Norte
Nazaré – Praia do Norte
Nazaré - Praia do Norte
Nazaré – Praia do Norte
Farol de Nazaré
Farol de Nazaré
Farol de Nazaré
Farol de Nazaré
Farol de Nazaré
Farol de Nazaré
Farol de Nazaré
Farol de Nazaré
Farol de Nazaré
Farol de Nazaré
Farol de Nazaré
Farol de Nazaré
Ondas na Praia do Norte - Nazaré
Ondas na Praia do Norte – Nazaré
Farol de Nazaré
Farol de Nazaré

A explicação para a formação das ondas gigantes de Nazaré, é a existência de um gigantesco acidente topográfico no fundo do oceano, o chamado “Canhão da Nazaré”. Para além de ser um dos maiores do mundo, ele rasga por completo a plataforma continental, perpendicularmente à costa, e estende-se por mais de 220 km. O canhão da Nazaré desempenha um papel preponderante na circulação regional das massas de água. As suas características favorecem o transporte de massa e energia entre as regiões da plataforma interna e o oceano profundo. Assim, em determinadas épocas do ano, somos capazes de observar na Praia do Norte, ondas com tamanho e força acima do comum. Um verdadeiro espetáculo aquático.

Hidrográfico do "Canhão de Nazaré"
Hidrográfico do “Canhão de Nazaré”

Três dias antes à minha visita (23/10), a surfista brasileira Maya Gabeira já havia surfado uma mega-onda neste local, onda a qual foi inscrita no premio Billabong XXL, que premia as maiores ondas surfadas a cada ano.

Onda gigante surfada por Maya Gabeira em Nazaré no dia 23 de outubro de 2013
Onda gigante surfada por Maya Gabeira em Nazaré no dia 23 de outubro de 2013

É também este o local, onde foi registrado o recorde mundial da maior onda já surfada por uma pessoa, feito este alcançado pelo americano Garrett McNamara em 28 de janeiro de 2013, completando uma onda de 30 metros.

Onda de 30 metros surfada por Garrett McNamara em Nazaré
Onda de 30 metros surfada por Garrett McNamara em Nazaré

Dois dias após minha visita à Nazaré (28/10) uma expedição de surfistas brasileiros (Carlos Burle, Pedro Scooby, Felipe Cesarano e Maya Gabeira) fez história neste local. Primeiro, por um grave acidente sofrido pela Maya ao surfar uma onda gigante, que quase acabou custando a sua vida.

Segundo, por uma onda gigante surfada pelo big-rider brasileiro Carlos Burle. Após resgatar e socorrer a companheira Maya, Burle surfou uma onda que vem sendo considerada como a nova maior onda já surfada, superando inclusive a de Garrett McNamara surfada no mesmo local.

Carlos Burle na onda que seria a maior do mundo, surfada em Nazaré
Carlos Burle na onda que seria a maior do mundo, surfada em Nazaré

Fiquei um bom tempo ali, apreciando o espetáculo da natureza, e aproveitei para almoçar ainda em Nazaré, já que a culinária é também um dos pontos fortes da bonita e simpática cidade.

Mapa Turistico de Nazaré
Mapa Turistico de Nazaré

De lá, segui para Peniche, que fica no meio do caminho entre Ericeira e Nazaré.

Peniche é outro clássico do surfe português, contando com picos como a praia do Baleal e Supertubos, sendo este último o local em que ocorre uma das etapas anuais do WCT, o campeonato mundial de surfe.

On the road - Peniche
On the road – Peniche
Mapa de Peniche
Mapa de Peniche

Peniche é a cidade a mais ocidental da Europa e está implantada numa península (que antigamente era uma ilha) com cerca de dez quilômetros de perímetro criada por um tômbolo. Este povoado possui uma longa e rica história. Foi sucessivamente ocupado por populações que, ontem como hoje, fizeram da pesca e da agricultura as suas principais atividades econômicas. Peniche está rodeada parcialmente por muralhas do século XVI, que circundam o casario branco dividido por ruas estreitas. As muralhas defenderam a cidade desde essa altura, em conjunto com o Forte da Consolação e pelo Forte de São João Baptista das Berlengas. No entanto, durante a Guerra Peninsular, revelou-se débil, sucumbindo às invasões napoleônicas de 1807.

Peniche
Peniche
Peniche
Peniche
Peniche
Peniche
Peniche - Fosso da Muralha
Peniche – Fosso da Muralha
Peniche - Fosso da Muralha
Peniche – Fosso da Muralha
Peniche
Peniche

Neste dia, o mar estava bom em Baleal e bem acessível em Supertubos, uma vez que o molhe leste do porto de Peniche protegia a praia da direção do forte swell que alcançava a costa portuguesa. Fiz um surfe super-fun em Supertubos e final de tarde regressei à Ericeira.

Praça-forte de Peniche
Praça-forte de Peniche
Forte de Peniche
Forte de Peniche
Forte de Peniche
Forte de Peniche
Forte de Peniche
Forte de Peniche
Forte de Peniche
Forte de Peniche
Forte de Peniche
Forte de Peniche
Peniche - Vista do Molhe Leste e Supertubos
Peniche – Vista do Molhe Leste e Supertubos
Peniche - Praia Baleal
Peniche – Praia Baleal
Supertubos - Peniche
Supertubos – Peniche
Supertubos - Peniche
Supertubos – Peniche
Grupo Freesurfers em Supertubos - Peniche
Grupo Freesurfers em Supertubos – Peniche
Grupo Freesurfers em Supertubos - Peniche
Grupo Freesurfers em Supertubos – Peniche
Guia de Surfe de Peniche
Guia de Surfe de Peniche

Cheguei em Ericeira ainda a tempo de apreciar um belo por-do-sol no Atlântico.

Ericeira - Por-do-sol no Atlantico - Em Ribeira D'Ilhas
Ericeira – Por-do-sol no Atlantico – Em Ribeira D’Ilhas
Ericeira - Direitas em Ribeira D'Ilhas
Ericeira – Direitas em Ribeira D’Ilhas
Ericeira
Ericeira

À noite, jantei umas sardinhas na brasa em um restaurante de Ericeira que, sem dúvida, foram as melhores que já comi em toda minha vida.

Sardinhas na Brasa - Ericeira
Sardinhas na Brasa – Ericeira

O dia seguinte, com o mar mais ajeitado em Ericeira, foi de altas ondas. Pela manhã, fiz um surfe excelente em São Sebastião, com esquerdas e direitas ótimas de até 1 metro. Surfe em água verde cristalina, com um belo visual do cliff de Ericeira.

Praia Matadouro - Ericeira
Praia Matadouro – Ericeira
São Sabastião - Ericeira
São Sabastião – Ericeira
São Sabastião - Ericeira
São Sabastião – Ericeira
Surfe com baita visual do cliff de Ericeira
Surfe com baita visual do cliff de Ericeira
Gajaiada em São Sabastião
Gajaiada em São Sabastião
Ericeira - São Sebastião
Ericeira – São Sebastião
Ericeira - São Sebastião
Ericeira – São Sebastião

Ao meio-dia, almocei um delicioso bacalhau às natas, que foi uma ótima recomendação de minha amiga Bianca Custódio.

Bacalhau às Natas
Bacalhau às Natas

À tarde, surfei um mar clássico em Ribeira D’Ilhas, com direitas muuuuito longas de até 2 metros de tamanho.

Cadeado JC Waves para guardar a chave do carro enquanto surfa - Fundamental em qualquer trip quando aluga-se um carro
Cadeado JC Waves para guardar a chave do carro enquanto surfa – Fundamental em qualquer trip quando aluga-se um carro
Ribeira D'Ilhas - Ericeira
Ribeira D’Ilhas – Ericeira
Ribeira D'Ilhas - Ericeira
Ribeira D’Ilhas – Ericeira
Direitas sensacionais em Ribeira D'Ilhas - Ericeira
Direitas sensacionais em Ribeira D’Ilhas – Ericeira
Ribeira D'Ilhas
Ribeira D’Ilhas

Se este foi um dia de altas ondas, foi também o dia do bacalhau! A noite comi mais um, desta vez o Bacalhau à Lagareiro. Espetáculo!

Super Bock
Super Bock
Bacalhau à Lagareiro
Bacalhau à Lagareiro

Mais tarde, deixei todo o meu material de surfe e malas já preparadas, para no próximo dia bem cedo, seguir viagem para a Espanha, onde iria surfar a região norte (País Basco) e também o sudoeste da França (área de Biarritz e Hossegor). Em breve, os relatos de lá.

Abração !

Anúncios

15 comentários sobre “Surfing Portugal – Ericeira, Peniche, Nazaré

  1. Amei seu post. Bastante esclarecedor. Meu marido tem muita vontade de conhecer as ondas gigantes de Nazare. Nao somos sufistas e estamos longe de ser, ate Pq a idade nem sequer permite pegar uma simples marola quiça uma onda maluca.
    Gostaria de contar com sua Ajuda para um pequeno intinerario. Se Ficamos em Lisboa Como base, poderiamos fazer Nazaré de onibus? É facil circular por lá? Vc saber ia me informar epoca do festival este Ano de 2014.
    Obrigada e abs

    1. Boa tarde, Edna !

      Ótima pilha a de vocês em irem para Portugal, com certeza irão curtir muito! Quanto à idade, não vejo impedimento nenhum em vocês tornarem-se surfistas, ora bolas! Tenho amigos que começaram a pegar onda após os 60 anos e estão se divertindo bastante!
      Sobre ficar em Lisboa e ir de ônibus, não vejo problemas. Não conheço quais são as linhas, mas com certeza tem. Se tu der uma pesquisada no google, vais achar fácil. Nazaré é bem pequena e está tudo bem concentrado no centrinho antigo … tem um funicular que leva à parte baixa .. então se vocês não querem alugar carro e dirigir, dá sim para fazer tudo de ônibus e a pé. Se bem que dirigir na Europa é um barato e com um GPS não tem muito mistério.
      Olha, tu me perguntastes acerca de um festival, mas não sei do que se trata .. é festival de surfe ? em Nazaré ?
      O que existe é uma etapa em Portugal do circuito mundial de surfe (WCT), porém esta etapa ocorre em Peniche (Moche Rip Curl Pro Portugal), que é um pouco mais ao sul, cerca de 60 km. Este ano a etapa ocorrerá entre os dias 12-23 de Outubro. Maiores informações voc~es podem obter em: http://www.aspworldtour.com/events/2014/mct/719/moche-rip-curl-pro-portugal
      Adicionalmente há outras etapas do WQS em Portugal e também das associações de surfe local. Eu não sei exatamente quais os locais e datas, talvez até tenha alguma destas em nazaré, mas sinceramente não sei…terias que pesquisar na web…

      Espero ter ajudado!

      Abração!

  2. Mandou bem no post!! Estou indo pro litoral de portugal em janeiro e suas dicas foram muito úteis. Ja sei que a água lá é bem gelada. Acha que um long 3/2 segura ou melhor investir num 4/3? Sabe a media de temperatura da agua la em janeiro? E mais uma perguntinha..como são os preços das roupas de borracha? Se for o caso de comprar um 4/3, vale esperar e comprar la?

    1. Fala Roberto! Cara, eu estive lá em Outubro e a água estava boa para um long 3/2. Mas o frio começa mesmo em novembro, então a água em janeiro deve ser bem mais gelada. Eu se fosse tu, levaria um 4/3 (Ou deixa para comprar lá se precisar!). Os preços são razoáveis .. não tão barato quanto nos EUA … Em Ericeira tem uma outlet da Billabong, às vezes tem materiais das coleções antigas por preços bem em conta … Em Ericeira tem lojas boas de todas as grandes marcas de surf … alguma coisa bacana tu vai encontrar por lá …
      Tu vai ir numa das épocas com maior consistência de swell (http://magicseaweed.com/Ericeira-Surf-Guide/198/)…com certeza vai pegar altas!

      Em janeiro a temperatura média da água em Portugal é 15ºC

      Boa sorte e boa trip!

  3. olá, queria muito fazer todo essa trip. Quantos dias vc sugere? vc chegou a ir até Porto? Que época vc foi? Estou pretendendo ir em fevereiro.

    1. Oi Aline!

      Vale muito a pena essa trip!
      Quanto à tempo, se eu pudesse eu ficaria 1 ANO lá! kkkkkkk!!
      Olha só, depende de quanto tempo tu tem disponível para viajar e o quanto tu quer explorar o litoral português. Tem altas ondas lá e as melhores regiões na minha opinião são Ericeira, Peniche, Nazaré, Figueira da Foz e Cascais. Mas tem vários outros picos também … a Costa da Caparica do outro lado do Rio Tejo em Lisboa, em Porto tem boas ondas tb … mais ao norte e também ao sul, onde não tive tempo de explorar …
      Eu fui em Outubro/Novembro e tinha altas ondas. Em Fevereiro é mais consistente ainda, porém mais frio (http://magicseaweed.com/Ericeira-Surf-Guide/198/) (http://pt.surf-forecast.com/breaks/Ribeira-Dilhas/seatemp)

      Estive no Porto mas não surfei lá (https://blogdotiburon.com/2014/02/02/de-volta-a-portugal/)

      Mas a principal dica é a seguinte: VAI !!

      Boa sorte!!!

      Abração!

  4. Cra que bleo post, tirei minha dupla cidadania e agora estou indo morar la em 2016, porem ja não vou a portugal faz 15 anos, nunca fui pra surfar, estou indo agora em março/abril, o que acha, é uma boa epoca? Pensei em ir de lisboa e fazer o mesmo roteiro que vc ate peniche, e depois ir visitar o porto tbm, qtos dias acha que precisa? Agradeço antecipadamente a atençao, forte abraço!

    1. Fala Márcio!
      Vais pegar altas ondas nessa época brother! Março é um dos meses mais constantes, dá uma olhada nos gráficos do MSW (http://magicseaweed.com/Ribeira-dIlhas-Surf-Guide/4343/)
      A quantidade de dias vai depender de o quanto tu queiras explorar as regiões e as ondas lá … Portugal tem muitas onda boa mesmo! Só em Ericeira são mais de 10 picos muito bons! Cascais tem Carcavelos e o Guincho, Peniche tem Supertubos e Baleal… Nazaré … Ainda antes de Porto, tem Figueira da Foz, onde quebras algumas das melhores direitas do país..
      Minha dicas é: pega um carro e deixa para ir decidindo no caminho quanto tempo ficar em cada pico … vai acompanhando o swell pelo MSG e pelo Surfline .. Agora que tu tá indo morar lá terás bastante tempo para explorar o país. Portugal tem muita onda boa!
      Boa sorte com tudo! Se precisar de alguma dica, prende o grito!
      Abração!

  5. Muito irado seu post! Também queria pedir uma dica. Vou viajar com minha mulher, então a dividiremos nossa viagem a espanha, portugal e frança em visita aos pontos turísticos e ao surf. To na maior dúvida se levo minhas pranchas ou se alugo por lá. Oq acha? É muita roubada andar com as pranchas para fora do circuito das praias e ondas?

    abs!!!

    1. Guilherme, eu recomendo tu levar tuas pranchas. Eu rodei com meu pack no carro todo o tempo e achei bem relax. Europa é muito mais civilizada!! Não é em qualquer local que tu vai encontrar opção de aluguel.

      Abração!

  6. Brother, irado seu post! Em qual região tu optaria em morar? Levando em conta valores, picos de ondas e tal?

  7. Parabéns pelo post! ficou show.

    Gostaria de perguntar

    Eu vou para Peniche agora em outubro, na janela do wsl (18 a 29 outubro) estou indo sozinho e reservei um hostel. Em peniche é possivel ir fazer tudo de bike? ir de super tubos a baleal, ou mercado, restaurante, etc ?

    Ericeira pareceu ser show de surf, ate melhor que na regiao de peniche. o que vc acha ? vale sair de peniche e ficar hospedado uns dias em Ericeira ?

    valeu !

  8. Salve Andrei! Parabéns pelo blog irmão. Esse post sobre Portugal foi uma das principais referências p/ a surf trip que fiz este mês. Que pico irado Ericeira! Agora já planejando a próxima, Marrocos. Em breve vou ler o seu post. Cara, só uma observação, aquela primeira foto de Coxos na verdade é a praia ao lado. Coxos não tem praia de areia, é só pedra e minha prancha sentiu na pele qdo o leash estorou… rss No mais, obrigado por compartilhar informações tão valiosas p/ quem tá chegando pela primeira vez. Aloha!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s